SANTA CEIA TRAVÉS DA PINTURA

Publicado: abril 18, 2010 em ARTIGOS, CATOLICISMO, CIÊNCIA DA RELIGIÃO, IMAGENS, PROTESTANTISMO, RELIGIÃO, RITOS DE PASSAGEM, SIMBOLOS RELIGIOSOS, TEOLOGIA

A Santa ceia, chamada assim pelo cristianismo : Católicos e protestantes é um sacramento dos mais importantes para esses dois grupos. Neste post a proposta não é analisar a questão de símbolos ou o rito, mas sim como alguns pintores retrataram a santa Ceia.

No entanto descreveremos como as igrejas cristãs tratam a questão da santa ceia.

No Evangelho de Lucas nas Sagradas Escrituras para os cristãos, ele registrou esse mandamento da seguinte forma: “E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da Nova Aliança ou Novo Pacto no meu sangue derramado em favor de vós.” (Lucas 22:19-20).

SANTA CEIA NA IGREJA PROTESTANTE

Dentro do protestantismo, cuja teologia remonta aos princípios da reforma e são influenciados por Lutero e Calvino, a Eucaristia é vista como um sacramento.

Nas igrejas Luteranas existe o entendimento da ceia como essência ou substância do corpo de Cristo, e não transformada no mesmo. A essa forma de entendimento dá-se o nome de consubstanciação. Para compreendermos melhor: Jesus está PRESENTE, ao LADO, não se transforma, mas no momento da Santa Ceia Ele está presente ao rito.

A proposta de Calvino, em oposição a Lutero e Zwinglio, era que na ceia ocorria a presença de Jesus, não nos elementos, mas como co-participante e co-celebrante junto com os comungantes. A essa forma de entendimento dá-se o nome de presença real.  Seria um memorial onde todos lembrariam a morte do Senhor.

Na Igreja Anglicana, o entendimento é de um sacramento, independente de como o mesmo será entendido pelo comungante. Por essa liberdade é permitida até mesmo o entendimento não sacramental da ceia.

SANTA CEIA NA IGREJA CATÓLICA

Na Igreja Católica, a Eucaristia é um dos sete sacramentos. A Eucaristia é ” o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso. Comungar ou receber a Comunhão é nome dado ao ato pelo qual o fiel pode receber a sagrada hóstia sozinha, ou acompanhada do vinho consagrado, especialmente nas celebrações de Primeira eucaristia e Crisma.

A Igreja Católica confessa a presença real de Cristo, em seu corpo, sangue, alma e Divindade após a transubstanciação do pão e do vinho, ou seja, a aparência permanece de pão e vinho, porém a substância se modifica, passa a ser o próprio Corpo e Sangue de Cristo. O pão se TRANSFORMA em carne e o vinho se TRANSFORMA em sangue.

Pelo menos 52 pinturas da Santa Ceia foram usadas para uma pesquisa sobre o aumento da oferta de alimentos no mundo, publicada no International Journal of Obesity.

Veremos na fotografia e na pintura as mais diferentes visualizações de como se imaginou esse episódio tão importante para o cristianismo.

Bassano  Jacopo

Carl Heinrich Bloch

David Lachapelle

Domenico Ghirlandaio

El Greco

Fra Angelico

Giacomo Raffaelli

Jacomart Jaume Baco

James Smethan

Joos Van Cleve

Le Nain

Leonardo da Vinci

Marithe Francois Girbaud

Marsden Hartley

Nicholas Poussin

Pascal Adolphe Dagnan

Peter Paul Rubens

 Philippe de Champaigne

Salvador Dali

Antonio Falbo

Tintoretto

Anúncios
comentários
  1. gecionny disse:

    Meu querido irmão,qual a fonte que você utilizou para afirmar que a Igreja Anglicana permite uma compreensão não- sacramental da Santa Ceia? O que eu li até hoje é que dentro da Comunhão Anglicana o único dogma é a presença real,podendo ir da transubstanciação até a presença espiritual(Calvinista).Nega-se dessa forma a presença apenas simbólica defendida pelos Zwinglianos e seus descendentes teológicos…batistas e pentecostais.

    paz e bem
    Rev.Gecionny Pinto,tssf

  2. joaobosco disse:

    Meu caro irmão Gecionny,

    São conclusões minhas mesmo, aja visto as leituras, e estas felizmente se perderam no tempo. Esta é minha leitura passivel evidentemente de outras leituras por que o anglicanismo não o meu mundo, sou leitor e observador apenas. Está registrado sua releitura do text apresentado.

    Abraços,

    jota Bê

  3. aneluzia disse:

    O rapaz acima demonstra não ter muito conhecimento de história. Os pentecostais estão anos luz distantes de Zwinglio. Talvez ele seja mais zwingliano do que os das seitas pentecostais. Claro eles (os pentecostais) pegam uma coisa ou outra para parecerem que sairam dos reformadores. Uma religião que nasceu como as outras, a partir de movimentos de militancia, étnicos ou de revoltas sociais…nunca de reflexões teológicas profundas como foi o cisma reformado.

    Por isso que os maiores teologos pentecostais se perdem quando tentam explicar problemas teologicos importantes para a sustentação da fé bíblica.

    Batistas, também não são zwinglianos, vá estudar irmão. Finalmente: como você escreve um texto afirmando uma coisa que não domina? Apenas porque ouviu falar, ou leu em algum canto?

  4. gecionny disse:

    leia o livro a Teologia dos reformadores que compreenderá o que falei…a distância cronológica não significa distância teológica meu querido então você nega que parte da teologia de Wesley influenciou o movimento pentecostal? se nega é o primeiro pesquisador que conheço…. quanto aos batistas terem uma concepção de ceia zwingliana ou simbólica é a mais pura verdade….ao menos que agora eles assumiram uma posição sacramental segundo o seu vastíssimo conhecimento histórico e teológico…devo estar debatendo com Rubens Alves sem saber…estudar se Deus quiser continuarei estudando para ser menos ignorante!sugiro que faça o mesmo…

  5. odirlei disse:

    Será que o phd em ciências da religião sabe o que caracteriza uma seita, acredito que não, pois refere-se ao movimento pentecostal como seita, isto demonstra um total desconhecimento de como se classifica os movimentos religiosos.

  6. joaobosco disse:

    CAro amigo,

    Não sou Phd, mas apenas mestre em teologia e especialista em ciencias da religião minhas áreas de formação e conhecimento.

    Eu Jota Be,que esteja lembrado nunca escreví que qualquer grupo religioso ou religião se denomine uma seita. Por que não entendo assim. Se eu tiver escrito, acho que estava fora de minha razão.

    Trabalhei durante seis anos de estudo sobre o pentecostalismo e não tenho nada contra, sugiro que releia sobre onde vc diz que escreví que os pentecostais são seita acho que o amigo se enganou.

    jota Bê.i

  7. eliarde disse:

    ola bom dia encontrei o blog do nada fazendo uma pesquisa sobre um feriado no RN, mas adorei os outros textos (informações) sou estudante do curso de historia e essa materia sobre a santa ceia é otima abre caminhos e criticas a minha cabeça de historiador, grato e parabens pelo blog!

  8. José Luz disse:

    Eu tb entrei neste blog, enquanto fazia uma pesquisa. E parabenizo-o pela iniciativa. Críticas voce vai conseguir muitas, mas acredite, nem todos os que te criticam são capazes.

    deus te abençoe

  9. José Luz disse:

    Deus te abençoe

  10. Sérgio Barreto disse:

    Afinal de contas na “santa ceia”o que realmente ocorre,já que Cristo está “habitando” no cristão,não passa a ser um memorial,uma vez que foí uma “ordenança do Senhor”…para lembrar-mos o que Ele fez por nós e que um dia Ele voltará?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s